Ártemis e a corça ou Diana de Versalhes

Ártemis e a corça ou Diana de Versalhes

3 minutos Ártemis e a corça (em francês, Artémis à la biche) ou Diana de Versalhes é uma escultura de mármore realizada no século 2 d.C, por autor desconhecido, provavelmente uma cópia de uma estatueta em bronze do século IV a.C, atribuído a escultor ateniense, “Léocharès”, (360 a.C. a 320 a.C.), inicio do período helenístico. Descoberta provavelmente na cidade de Nemi, região do Lácio, na Itália, essa escultura do Louvre foi dado de presente em 1556, pelo papa Paulo IV (1555 a 1559) ao Continue lendo

As Três Graças

As Três Graças

3 minutos As Três Graças ou Cárites, são as deusas da beleza na mitologia grega, representadas nuas, em pé, e graciosamente abraçadas. Geralmente a jovem do centro, sempre aparece de costas para o expectador. Charles-André Van Loo (1763) – Museu de Los AngelesAntonio Canova (1813-1816) – Museu Hermitage Antonio Canova (1815-1817) – Museu Victoria e Albert Seguindo o estilo neoclássico do momento em Paris, Pradier e copiando como Canova também preferiu colocá-las viradas para frente, conferindo assim ao grupo, muita sensualidade e elegância. Uma Continue lendo

Milon de Crotone

Milon de Crotone

3 minutos Departamento de esculturas. França séculos XVII e XVIII. Altura: 2,70 m ; Largura: 1,40 ; Comprimento: 0,80 m. Ala Richelieu / Cour Puget / Nível entressolo / Sala 105. Milon de Crotone foi uma escultura encomendada a Pierre Puget (1620-1695) pelo rei Luís XIV (164-1715) para decorar a ala central do Jardins de Versalhes. Realizado entre 1671 e 1682, com três blocos de mármore de carrara cedido pelo 1° ministro do rei, Jean-Baptiste Colbert (1619-1683). Puget foi um dos maiores representantes da Continue lendo

Sarcófago dos esposos de Cerveteri

Sarcófago dos esposos de Cerveteri

3 minutos Departamento de Antiguidade Gregas, Etruscas e Romanas. Arte Etrusca do século IX ao século I a.C. Altura: 1,11 metros ; Comprimento: 1,94 metros; Largura: 0,69 m. Ala Denon, nível térreo, sala 420. O Sarcófago dos Esposos de Cerveteri (em terracota) foi encontrado em 1845 pelo grande colecionador de obras antigas, o marquês Giampietro Campana (1809-1880), na necrópole da Banditaccia em Cerveteri, o antigo Care. Cidade etrusca mais próspera e a mais densamente povoada, localizada a 40 quilômetros ao norte de Roma. Gravura Continue lendo

Quatro cativos ou Quatro nações derrotadas

Quatro cativos ou Quatro nações derrotadas

4 minutos Departamento de Esculturas da França,  séculos XVII e XVIII. Altura: 2,20 m ; Largura: 2 m; Profundidade: 1,70 m. Ala Richelieu, entressolo, pátio Purget (cours Puget), sala 105. Em 1678, após seis anos de guerra, a paz de Nimega foi assinada entre a França e os países derrotados: Espanha, Holanda, Sacro Império Romano-Germânico e Brandeburgo (parte da Alemanha atual). Um nobre cortesão francês, marechal da França, duque de Feuillade, François III d’Aubussone (1631-1691), teve a brilhante e dispendiosa idéia de homenagear o Continue lendo

“La Crucifixion” – Análise iconográfica da obra de Mantegna

“La Crucifixion” – Análise iconográfica da obra de Mantegna

15 minutos “La Crucifixion” – Análise iconográfica da obra de Mantegna Departamento de Pinturas Italianas. Ala Denon, nível 1, Grande Galeria, sala 710, 712 e 716. O que é uma análise iconográfica? A iconográfica é uma ferramenta de grande importância para os profissionais da área de conservação, restauração, história da Arte e museologia. Ela reflete os sentimentos, e a personalidade do artista como forma de comunicação por excelência. Para compreendermos a mensagem e o significado de uma obra de arte precisamos mais do que Continue lendo

Punhal de Gebel el-Arak

Punhal de Gebel el-Arak

4 minutos Departamento das Antiguidades Egipcianas. Cabo em marfim (canino de hipopótamo) e Lâmina de sílex (rocha sedimentar silicatada). Ala Sully, nível 1, sala 633, vitrine 1. “Punhal de Gebel el-Arak” ou em francês: “Poignard du Gebel el-Arak”, de 25,50 cm de comprimento foi datada sendo do período pre-dinástico de Nacada II, por volta de 3300 a.C. a 3200 a.C. Foi comprada em 1914, no Cairo, (Egito), pelo arqueólogo francês George Aaron Benedite, (1857-1926), em nome do Museu do Louvre. O vendedor no ato da Continue lendo

A Jovem Mártir de Paul Delaroche

A Jovem Mártir de Paul Delaroche

2 minutos “A Jovem Mártir” ou em francês, “La Jeune Martyre”, é um pintura a óleo, de Paul Delaroche (1797-1856), realizada em 1855. Altura: 1,75 metros ; Largura; 1,48 metros. Departamento de pinturas, ala Denon, sala 700. A  pintura que descrevo hoje rapidamente é impressionantemente bela, mas também um pouco perturbadora. Perturbadora não apenas pelo o título, mas porque há algo real sobre essa jovem Mártir, de Paul Delaroche, pois ao olharmos para obra, parece que ela acabou de morrer. O sentimento evocado é tão forte, Continue lendo

Mulher Velada ou A Fé

Mulher Velada ou A Fé

2 minutos Departamento das Esculturas. Mulher Velada (Femme Voilée) ou A Fé (La Foi), do escultor veneziano, Antonio Corradini (1688-1752) é uma escultura em mármore branco, de uma misteriosa mulher coberta por um véu sobre o rosto, identificada como alegoria da “Fé”. La Foi (ou A Fé), de Corradini. Louvre. Foto Caradec. Corradini escultor barroco do seculo XVIII, brilhava com suas obras de “tecidos de pedra”. Mestre de uma técnica comparável ao grande Michelangelo (1475-1574) e sua famosa “Pietá”. da Basilica de São Pedro, Continue lendo

Grande estátua do chanceler Nakhti

Grande estátua do chanceler Nakhti

3 minutos Departamento das Antiguidades Egipcianas. Altura: 1,78 m ; Largura: 0,49 m; Profundidade: 1,10 m. Ala Sully, nível 1, sala 636, vitrine 8. “Grande estátua do chanceler Nakhti” ou em francês: “Grande statue du chancelier Nakhti” é uma estátua realizada entre 1950 a.C. e 1.900 a.C., a partir de um único um tronco de madeira da acácia, representando o chanceler Nakhti, do início da 12° dinastia do Império Médio do Egito. História: Encontrada em 1903, por uma equipe de arqueólogos franceses que faziam Continue lendo