Pingente da família do deus Osíris

Pingente da família do deus Osíris

3 minutos Pingente da família do deus Osíris (874 a 850 a.C.) de ouro maciço e lápis-lazúli é uma autêntica obra-prima de ourivesaria antiga egipciana. Apesar da presença de Osíris, grande deus dos mortos, foi considerada que esse conjunto de estatuetas divinas, não foi realizada para ser uma joia decorativa fúnebre, mas ao contrário, que ela deveria pertencer ao tesouro de um Templo, do rei Osocor II (874 a.C.-837 a.C.), 5° faraó da 22° dinastia. Com apenas 9 cm de altura por 6 cm Continue lendo

Napoleão coroando a imperatriz Josefina

Napoleão coroando a imperatriz Josefina

27 minutos Napoleão coroando a imperatriz Josefina é o que vemos de verdade nessa pintura, e não ele se autocoroando, como muitas pessoas pensam. O título dada a obra no Wikipédia em português: “A Coroação de Napoleão”, está escrita de forma errada. Já no site do Louvre está escrito: “Le Sacre ou le Couronnement“, que traduzido para o português seria: “A Sagração ou o Coroamento”, que parece ser o mais correto, ao menos para mim. A Cena No início a 1° ideia do pintor Jacques-Louis David (1748-1825) era realmente Continue lendo

Santa Maria Madalena alemã

Santa Maria Madalena alemã

3 minutos Santa Maria Madalena alemã, em madeira de tília policromada trabalhada entre 1515 e 1520 pelo escultor alemão Gregor Erhart (1470-1540), um mestre renomado do século XVI. Foi encomendada provavelmente para decorar o interior da igreja Santa-Madalena do convento dos Dominicanos de Augsbourg, (Alemanha), restaurada entre 1513 e 1515. A estátua se encontrava sustentada por anjos, suspensa no teto por uma estrutura oval metálica, visível em todos os lados. A lenda: Segundo a lenda, Santa Maria Madalena após evangelizar uma parte da região Continue lendo

Sala das Cariátides no Louvre

Sala das Cariátides no Louvre

5 minutos Sala das Cariátides no Louvre teve sua obra iniciada em 1546, pelo arquiteto Pierre Lescot (1515-1578) no final do reinado do rei Francisco I (1515-1547), e terminada somente 1551, pelo seu filho e sucessor Henrique II (1547-1559). Por ordens do novo rei, o andar térreo, que era para ser a “Sala dos Guardas Suíços” foi modificado para ser um vasto salão de festas. Pierre Lescot eliminou a escada central que daria acesso aos andares superiores liberando uma grande aérea para circulação de Continue lendo

Depósito do Templo de Inshushinak

Depósito do Templo de Inshushinak

3 minutos Depósito do Templo de Inshushinak faz uma parte da coleção de objetos de várias épocas que estavam soterrados e descobertos em 1904, pelo arqueólogo francês, engenheiro de minas, Jean-Jacques de Morgan (1857-1924), perto do Templo de Inshushinak, deus protetor da cidade de Susa (atual Shush), antiga capital do Elam, localizada no sudoeste do Irã (antiga Pérsia Primitiva). Entre os achados estavam brinquedos, móveis, oferendas, pequenas esculturas de animais sobre rodas, estatueta de orantes em bronze, carroças, joias, lingotes de ouro…E que por Continue lendo

Cour du Sphinx

Cour du Sphinx

7 minutos Cour du Sphinx (em português: Pátio da Esfinge), antigo “Cour de la Reine” (Pátio da Rainha) fazia parte dos aposentos da Ana da Áustria (1601-1666), esposa de Luís XIII (1610-16430), mãe de Luís XIV (1643-1715). Foi construído em 1663, por Louis Le Vau (1612-1670), o mesmo arquiteto que projetou o Castelo de Versalhes (ler artigo) para o rei Luís XIV. Recebeu esse nome pois durante algum tempo abrigou no século XIX, a famosa Sphinx de Tânis (ler artigo), exposta hoje na entrada Continue lendo

Akhenaton e Nefertiti

Akhenaton e Nefertiti

4 minutos Akhenaton e Nefertiti caminham lado a lado, de mãos dadas, olhando para a frente é uma pequena obra realizada por volta de 1345 a.C. que testemunha práticas religiosas de adoração ao divino casal no poder na época, por famílias egípcias. Amenófis IV ou Akhenaton, filho de Amenófis III e Tié (Tiyi), subiu ao trono entre 1352 (ou 1351 a.C). a 1336 (ou 1334 a.C.). Teve como esposa principal Nefertiti, e esposa secundária Kiya, que segundo alguns historiadores seria mãe do famoso Tutancâmon. Faraó da 18ª dinastia, Continue lendo

Apolo perseguindo Dafne

Apolo perseguindo Dafne

5 minutos Apolo perseguindo Dafne são duas obras realizadas no início do século XVIII, por dois irmãos escultores franceses: Apolo por Nicolas Coustou (1658-1733) e Dafne por Guillaume I Coustou (1677-1746). As duas obras dos irmãos Coustou, baseado ma mitologia grega ilustra uma passagem do livro Metamorfoses, de Ovídeo (43 a.C – 17 ou 18 d.C.), sobre a perseguição que a ninfa Dafne sofreu pelo insistente deus Sol, Apolo loucamente apaixonado pela flechada que recebeu do deus Amor, Eros (filho de Afrodite e Ares). Continue lendo

Aríbalo em forma de coruja

Aríbalo em forma de coruja

2 minutos Aríbalo em forma de coruja é um vaso em cerâmica fabricado na Antiguidade Grega, na região do Peloponeso, precisamente na cidade de Corinto, realizado entre os séculos VIII e VII a. C., (por volta do ano 720 a.C. e 630 a.C.), época em que dominavam em qualidade e produção em relação a capital, Atenas. Com apenas 5 cm de altura, esta pequena coruja trabalhada com uma incrível expressividade, se encontra perdida na Galerie Campana I, do Louvre, no meio da enorme coleção Continue lendo

São João Batista de Leonardo da Vinci

São João Batista de Leonardo da Vinci

3 minutos São João Batista de Leonardo da Vinci, realizado provavelmente entre 1513 e 1516, é considerado como uma das maiores obras-primas do alto renascimento, período que se destacaram os grandes mestres (gênios) da pintura, como: Rafael (1483-1520), Michelangelo (1475-1574), Bramante (1444-1514), Andrea del Sarto (1486-1530), Correggio (1489-1534)… Como na maioria das obras de Leonardo da Vinci são poucas as informações que chegaram a nós, sobre quem encomendou a obra, por qual motivo, e quem serviu de modelo, talvez seu protegido aluno, Salai (1480-1524). Continue lendo