Retrato do velho homem e do jovem menino

Retrato do velho homem e do jovem menino

Tempo de leitura: 2 minutos

“Retrato do velho homem e do jovem menino” ou em francês: “Portrait d’un vieillard et d’un jeune garçon’’, do pintor italiano Domenico Ghirlandaio (1449 -1494).

*Têmpera de ovos, sobre madeira de álamo, realizado por volta de 1490, provavelmente após a morte do velho homem, encomendado por algum parente do pintor, talvez como objetivo de homenageá-lo.

*Têmpera é uma forma de pintura a base de pigmentos ou colorantes misturados com aglutinantes. Por exemplo: gemas de ovos como foi no caso nessa obra.

O certo é que se trata de um retrato póstumo provavelmente de um rico comerciante (visto o estilo e acessórios de sua roupa vermelha), importante personagem da cidade de Florença. Quanto ao jovem menino que ele carrega, existe uma versão que se trata de seu neto, mas não é certo.

Um duplo retrato:

Domenico Ghirlandaio  (1449 -1494) foi um dos grandes mestres da arte florentina, e do renascimento italiano do século XV, quando jovem aprendeu a trabalhar como técnicas para ser relojoeiro; e graças a essa experiência podemos observar a precisão do seu trabalho.

Retrato do velho homem e do jovem menino
Retrato do velho homem e do jovem menino, de Ghirlandaio. Louvre.

O jogo de luz oriundo da janela podemos ver os detalhes realistas dos dois personagens: os gestos de afeição e carinho da criança com seu “avô (?)” e o olhar cheio de ternura e compaixão com seu “neto” (?).

Outros detalhes impressionantes são bem representados, como as mechas aloiradas dos cabelos da criança, os cabelos grisalhos, a verruga na testa, e a doença no nariz do avô, claramente afetado por uma acne rosácea (rinofima).

Uma janela aberta, mostrando uma paisagem irrealista de Florença, com caminhos e montanhas foi uma maneira alegórica que Domenico Girlandaio encontrou para simbolizar a passagem do século XV (na qual vivia o pintor) para o século XVI, o passado e o futuro, a juventude e a velhice, a feiura da enfermidade e a beleza da saúde, e a transmissão de experiências para o novo aprendiz.

Uma composição dinâmica, em que os dois protagonistas se encontram numa intensa troca de olhares, num simples jogo estrutural traçada por uma diagonal imaginária, imprimindo ternura e emoções, ao ponto que a deformidade do nariz do velho homem passa desapercebida.

Entrou para coleção do Louvre em 1880.

Localização no Louvre:

Departamento de Pinturas Italianas.

Ala Denon, nível 1, Grande Galeria, sala 710, 712 e 716.

Retrato do velho homem e do jovem menino
Ala Denon, nível 1, Grande Galeria, sala 710, 712 e 716 .

Fonte: Museu do Louvre. 

Precisa de uma guia profissional em Paris, clique no botão abaixo para mais informações e agendamento:

3 Comentários


  1. Bom dia!
    Estou recebendo os Emails de vocês do guia do Louvre e estou amando, cada postagem que vocês me mandam é um novo aprendizado para mim e para meus alunos. Continue enviando suas postagens.
    Desde já fico-lhes agradecida
    Valéria Ribeiro Gomes

    Responder

    1. Oi Professora Valéria! Fico muito feliz que esteja aproveitando e estudando com seus alunos as postagens!
      Seu comentário é um bom incentivo para continuar!
      Abraços. Tom

      Responder

  2. Obrigada pelas postagens , está sendo muito esclarecedoras e principalmente de grande aprendizado !

    Responder

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *